Clésio Pereira, do CNH, participou no Campeonato Nacional de Canoagem de Mar

O Nacional contou com 102 atletas de 19 clubes, atleta e treinador satisfeitos com o desempenho na Madeira.

Decorreu este domingo, dia 24, na ilha da Madeira, o Campeonato Nacional de Canoagem de Mar IV, um evento organizado pela Associação Regional de Canoagem da Madeira e pela Federação Portuguesa de Canoagem em parceria com o Município de Machico e que contou com a presença de canoístas oriundos de 19 clubes.

Ao todo eram 102 atletas, onde se incluia o Campeão Regional de Fundo em Canoagem, Clésio Pereira, do Clube Naval da Horta (CNH).

No escalão de Juniores eram 11 canoístas em Prova, tendo Clésio Pereira alcançado a 8ª posição.

Hugo Parra, Treinador de Competição do CNH, considera que “a organização foi óptima, primando pela ausência de falhas”.

camp nac canoagem mar madeira 3 2017

Para Clésio Pereira, este Nacional foi uma estreia interessante e para Hugo Parra o reviver dos tempos de atleta

Foram 20 quilómetros a remar num percurso entre Machico/Ilhéu de São Lourenço e vice-versa.

Este Técnico recorda que “o vento dificultou a ida para a ponta de São Lourenço”, caracterizando a Prova como “desafiante”.

“O objectivo era permitir que o atleta faialense tivesse contacto com o ambiente do Campeonato Nacional a fim de ver o andamento dos Juniores e perceber a realidade competitiva”, realça Hugo Parra, que acrescenta: “Estou muito satisfeito com o desempenho do Clésio e não tenho dúvidas de que este Nacional constituiu uma belíssima experiência para ele e para o ano será ainda melhor. Para mim, pessoalmente, também foi bom ter revivido os tempos de participante”.

“Podia ter corrido melhor se tivesse usado o meu caiaque”

Instado a fazer um balanço à sua participação, o atleta do Clube Naval da Horta sustenta que a estreia num Nacional foi “uma boa experiência” e afirma-se “contente” com a sua prestação, embora diga que “podia ter corrido melhor”. E o que poderia ter contribuído para um resultado diferente, para melhor, prende-se com o caiaque. Clésio Pereira explica que o facto de não estar habituado ao caiaque que usou, fez toda a diferença. Essa foi a maior dificuldade sentida pelo canoísta do CNH, que este ano se sagrou Campeão Regional de Fundo de Canoagem, na Terceira.

Segundo este atleta, “o mar estava bom” e “esta foi uma oportunidade para aprender bastante, além de ainda ter feito novos amigos”.

De realçar que este foi o maior percurso que Clésio Pereira fez enquanto canoísta, o que foi possível de suportar graças às inúmeras horas de treino intenso.

Dos Açores, além de Clésio Pereira, apenas participou o canoísta Eliseu, da ilha Terceira.

Olhando para o percurso alcançado e para os adversários que encontrou, o atleta do CNH não tem dúvidas de que o segredo para se tornar melhor é treinar e treinar. Naturalmente que o nível seria outro se houvesse concorrência em casa, o que ajudaria em termos de evolução.   

camp nac canoagem mar madeira 2 2017

“A organização foi óptima, primando pela ausência de falhas”

A participação do Campeão Regional de Fundo em Canoagem no Nacional, na Região Autónoma da Madeira, foi assegurada pela Associação Regional de Canoagem dos Açores (ARCA), sendo a deslocação do Treinador da responsabilidade do CNH.

Consulte a classificação nesta ligação.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.