Na Sicília, de 23 a 26 de Maio: Leonor Porteiro e Maísa Silva do CNH integram a Selecção dos Açores nos Jogos das Ilhas

Leonor Porteiro e Maísa Silva representam, no feminino, o que a Vela tem de melhor nos Açores

Maísa Silva e Leonor Porteiro são as representantes femininas da Vela dos Açores nos Jogos das Ilhas, que decorrerão de 23 a 26 deste mês, na Catânia, Sicília (Itália).

As velejadoras do Clube Naval da Horta (CNH) formam, juntamente com dois velejadores do Clube Naval de Ponta Delgada, a Selecção dos Açores.

Nesta viagem, as atletas serão acompanhadas pelo Treinador e por um Dirigente da Associação Regional de Vela dos Açores (ARVA).

Duarte Araújo, Treinador de Competição de Vela Ligeira do CNH, explica os meandros desta participação e a sua importância.

Gabinete de Imprensa do CNH: Como foi feito o apuramento para os Jogos das Ilhas?

Duarte Araújo: O apuramento da Selecção que vai representar os Açores na Vela, foi feito no ‘Ranking Regional’: os dois primeiros rapazes e as duas primeiras raparigas, tal como vem sendo habitual.

Gabinete de Imprensa do CNH: Qual a importância desta prova?

Duarte Araújo: Ser o representante dos Açores por si só é importante, já que as nossas velejadoras se juntam a uma comitiva de atletas representantes das diversas modalidades.

A Selecção dos Açores é composta pelos melhores da modalidade na Região.

Gabinete de Imprensa do CNH: Quais são as expectativas?

Duarte Araújo: Espero que continuem a dar o seu melhor neste Campeonato e que procurem um lugar no pódio.

Gabinete de Imprensa do CNH: Quais poderão ser as maiores dificuldades?

Duarte Araújo: É um campo de regata novo para os velejadores e não sabemos que dificuldades que pode trazer, nem sequer se vai correr tudo bem com o transporte do material e os velejadores. Penso que essas incertezas são a maior dificuldade.

Gabinete de Imprensa do CNH: A carga de treinos tem sido maior por causa dos Jogos das Ilhas?

Duarte Araújo: Os velejadores da Selecção dos Jogos das Ilhas têm tido competições de grande nível e dificuldade, que os ajudaram a preparar-se para esta também. Os treinos têm sido normais, procurando afinar promenores que possam dar uma pequena vantagem em regata.

Gabinete de Imprensa do CNH: Trata-se de um evento importante também ao nível da divulgação do CNH e dos Açores?

Duarte Araújo: Ao ter atletas presentes, o CNH está no topo da tabela desportiva da modalidade na Região e este facto é de extrema importância para a sua divulgação desportiva.

A participação dos Açores nesta competição, funciona como veículo de promoção da Região e de todo o seu potencial turístico. Para os velejadores, constitui uma oportunidade única de estabelecimento de relações pessoais com atletas de outras nações, mas que se debatem com as mesmas limitações que a insularidade implica.

Gabinete de Imprensa do CNH: Esta é uma competição em que o CNH é presença habitual.

Duarte Araújo: Desde que a Vela regressou às participações nos Jogos das Ilhas, o Clube Naval da Horta tem participado sempre com dois velejadores no mínimo, o que elucida bem o trabalho feito e, por consequência, os frutos alcançados.

Gabinete de Imprensa do CNH: Interessa um bom resultado ou a participação por si só já é uma vitória?

Duarte Araújo: A participação não faz sentido se não se procurar trazer um bom resultado. As mais-valias que participações como estas trazem não são justificativas em termos do investimento que é feito se a evolução desportiva não for a principal motivação.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.