“Conhecer os Nossos Atletas” – Arthur Moimeaux: “A Vela é um desporto que exige concentração e esforço físico e mental”

Arthur Moimeaux está agora a estrear-se na Classe 420 

“Gosto de andar de barco e de estar no mar, onde sinto liberdade e paz”. A frase pertence a Arthur Moimeaux, velejador do Clube Naval da Horta (CNH), e que é o entrevistado de hoje da rubrica “Conhecer os Nossos Atletas” .

Arthur começou pela Escola de Verão do CNH, há vários verões, e confessa que aí nasceu o gosto pela modalidade. Também praticou Natação no Clube Naval da Horta, ao longo de alguns anos, mas a Vela levou a melhor e desde 2011 que anda na competição. O Futebol faz igualmente parte da sua vida, vestindo a camisola pelo Atlético e pelo Fayal Sport, consoante a realidade da equipa em cada época.

arthur moimeaux 2 2018

“Gostava de um dia ter o meu iate para dar a volta ao mundo”

Mudando de registo, o nosso jovem de 14 anos também sabe tocar piano (e talvez falar francês, atendendo a que nasceu em Paris), frequentando o Conservatório há 4 anos.

Ainda assim, garante que consegue conciliar tudo isto com a Escola, sendo um aluno com “boas” notas. Tem como disciplinas preferidas Físico-Química, Geografia e Matemática e no próximo ano lectivo (2018/2019) ingressa no 9º ano de escolaridade. Embora não saiba ainda dizer que caminho profissional vai seguir, deixa bem claro que “tem de ser algo relacionado com o mar”, já que gosta “muito deste ambiente desde pequeno”, não havendo lugar para medos.

Neste contexto, é natural que ambicione vir a ter o seu próprio iate “para dar a volta ao mundo”.

Enquanto isso não acontece, agrada-lhe conquistar o 1º lugar nas provas realizadas – o que se concretiza “às vezes” – divertindo-se e aprendendo com os colegas, onde sobressai uma “boa” relação. “Tenho muitos amigos na Vela, mas algumas destas amizades são anteriores à prática deste desporto”.

vela ligeira rgt natal 8 2017

Arthur destaca a “boa” relação existente com o Treinador e os colegas velejadores

Arthur adianta que já convidou outros jovens a experimentar a modalidade, tendo a resposta sido positiva por parte de uns quantos com desistência de outros. E quando lhe perguntamos o porquê, atira de imediato: “A Vela dá muito trabalho! É um desporto que exige concentração e esforço físico e mental”.

Quando se fala no Treinador (Duarte Araújo), o atleta reconhece que “é bom”, mas logo a seguir acrescenta que “por vezes toma decisões um pouco injustas”. E quando tentamos obter mais desenvolvimentos, sorri e garante que o Técnico sabe do que se trata. Na competição, este foi o único Treinador com quem o velejador trabalhou.

Arthur destaca “o óptimo ambiente” que tem com o Clube, mas nem por isso deixa de apontar que “muito do actual equipamento é velho” e que seria “muito bom que os balneários fossem renovados”.

arthur moimeaux 4 2018

Sintonia é agora a palavra de ordem entre a dupla Arthur Moimeaux/Pedro Costa

No dia desta entrevista, Arthur preparava-se para o seu primeiro treino a sério na Classe 420, onde agora faz dupla com Pedro Costa. Tratando-se de uma mudança muito recente, o velejador ainda não pode pronunciar-se sobre as diferenças sentidas, mas já sublinha “a sintonia” que existe com o amigo Pedro.

Esperamos que a experiência tenha corrido bem, debaixo daquela chuvinha “boa para refrescar os pensamentos”.

A competição, revela, não faz parte dos planos futuros. Contudo, este atleta faz questão de que a Vela seja uma presença contínua na vertente recreativa e de lazer, podendo vir a integrar a Secção de Vela de Cruzeiro.

Apesar de não ser faialense – nasceu na França – Arthur elege o Faial como um lugar aprazível, onde gosta de viver. O retorno à terra de onde saiu com 2 anos, acontece praticamente todos os anos, no período de férias, aproveitando para visitar familiares.

Arthur: a Vela conduz-te a um ambiente preferido, que te traz tranquilidade. No mar gozas de liberdade e em terra da companhia dos amigos, onde se inclui o mano Daniel.

Percebe-se que a tua maneira de ser faz com que alcances os objectivos traçados e que, apesar de (naturalmente) saboreares as vitórias, não fazes disso um ideal único. Aprecias tudo o que a Vela te proporciona, fazendo de ti um velejador apto mas, acima de tudo, um amigo, um companheiro e um ser humano mais completo.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.