Marinha assiste embarcação de recreio em risco de afundar nos Açores

Foi remetido ao Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta (CNH), o seguinte comunicado, emanado da Marinha:

“A Marinha, através do Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Ponta Delgada (MRCC Delgada), em articulação com a Capitania do Porto de Ponta Delgada (CPPDL), coordenou desde as 12h40 do dia 6 de setembro, uma operação de socorro ao veleiro “TWISTED”, de 11 metros de comprimento, com um tripulante açoriano a bordo, que se encontrava em perigo de se afundar por estar a meter água, a 40 milhas náuticas (cerca de 80 kms) a oeste da ilha de São Miguel.

Logo após o pedido de socorro, foi empenhada uma embarcação salva-vidas do Instituto de Socorros a Náufragos que se dirigiu ao veleiro transportando uma bomba de esgoto que foi utilizada para controlar a entrada de água na casa da máquina, criando condições para que o veleiro navegasse apenas à vela, dado que o motor ficou inoperacional devido ao alagamento.

A Corveta da Marinha António Enes foi também empenhada para assistir o veleiro e uma equipa do navio subiu a bordo para realizar uma avaliação preliminar da situação e colaborar com as ações de minimização de danos.

Após a avaliação concluiu-se que a embarcação se encontrava em condições de seguir pelos próprios meios. Com o motor danificado, o veleiro “TWISTED” navegou à vela para o porto de Ponta Delgada sempre com o acompanhamento da corveta da Marinha.

O NRP António Enes mantém-se em missão de busca e salvamento na Região Autónoma dos Açores e aí permanecerá até dia 3 de outubro”.

marinha assiste twisted 2018 (3)

Serviço de Comunicação, Informação e Relações Públicas (CIRP)