Regatas de Botes Baleeiros de Castelo Branco não se realizaram

Fotografia de arquivo

As Regatas de Vela e Remo em Bote Baleeiro de Castelo Branco marcadas para sábado, 8 de setembro, não se realizaram.

Quanto à Regata de Vela não se realizou por ausência de vento suficiente. Dentro do horário previsto os 9 botes inscritos e as duas lanchas estavam na área do campo de regata, na costa de Castelo Branco, não se verificando qualquer vento.

Após consulta, via rádio, aos oficiais dos botes a Comissão de Regata decidiu deslocar botes, lanchas e barcos de apoio para a zona da Feteira na procura de vento, que não se encontrou. Logo após isso um dos barcos de apoio foi destacado para o canal Faial Pico na procura de vento, tendo feito medições em vários locais, nomeadamente nos locais chave para montagem de boias. A Comissão de Regata, dado que nunca se verificou vento superior a 2 nós em nenhum ponto do Canal durante o período de observação, resolveu cancelar a regata.

O Presidente da Comissão de Regata, José Decq Mota, declarou que “não seria aceitável, numa Regata que conta para o Campeonato de Ilha, improvisar um diagrama de percurso que nada tivesse a ver com os percursos habituais assentes na boia de bolina, abrindo para a boia2, fechando o percurso com a boia 3, antes de atingir a meta”. José Decq Mota acrescentou que “era óbvio que a ligeira aragem (inferior a 2 nós) que se sentiu no Canal, nomeadamente na zona do Monte da Guia, era insuficiente para se fazer a Regata.

Quanto à Regata de Remo, na qual estavam inscritos 2 botes e que estava agendada para quando terminasse a Regata de Vela, deveria ser realizada no campo de regata fora do porto de Castelo Branco, dado que não havia nenhuma impossibilidade meteorológica de o fazer. Acresce que várias das tripulantes de pelo menos um dos botes estava a aguardar naquele porto. Assim e de acordo com a informação prestada por José Decq Mota, a Comissão de Regata pediu que os dois botes concorrentes amarrassem à “Walkiria” para serem rebocados para Castelo Branco e deliberou que um dos semi-rígidos se deslocasse para aquele local com a finalidade de montar o percurso e de transportar as atletas entre o porto e os botes.

Quando a Comissão de Regata anunciou, via rádio, a deliberação precedente um dos botes concorrentes anunciou que não se deslocaria novamente a Castelo Branco e que no caso de a Regata ser aí não participaria. Considerando que uma tripulação não se queria deslocar a Castelo Branco mais uma vez e que parte da outra tripulação estava exatamente nesse porto, a Comissão de Regata considerou e decidiu que não estavam reunidas condições para que a Regata se fizesse e assim cancelou-a.