Época de 2018-2019: Vela Ligeira do CNH precisa de mais um Treinador e de material novo

A reunião decorreu no Centro de Formação de Desportistas Náuticos do CNH 

Com o início da Época de 2018-2019, o Clube Naval da Horta (CNH) convocou os pais dos atletas da Secção de Vela Ligeira para uma reunião com vista à apresentação do Calendário, Horário de Treinos, Treinador e Monitora, que decorreu na tarde desta terça-feira, dia 25, no Centro de Formação de Desportistas Náuticos do CNH.

José Decq Mota, Presidente da Direcção do CNH, começou por apresentar a equipa presente: Olga Marques, Vice-Presidente da Direcção e Directora da Secção de Vela Ligeira, Duarte Araújo, Treinador de Grau II e Coordenador da Escolade Vela do Clube Naval da Horta; e a Monitora, Mariana Luís.

Para fazer a ponte entre as estruturas e a logística desportiva, o CNH vinha contando com o trabalho de António Menezes Porteiro, Estagiário L, que, por ter terminado o contrato ao abrigo deste Programa, foi agora contratado para desempenhar as funções de Técnico de Gestão Desportiva.

vela ligeira reuniao pais 2 2018

Equipa do CNH: Olga Marques, Vice-Presidente da Direcção do CNH e Directora da Secção de Vela Ligeira; José Decq Mota, Presidente da Direcção do CNH; Duarte Araújo, Treinador de Grau II e Coordenador da Escola de Vela do CNH; e Mariana Luís, Monitora de Vela Ligeira do CNH

Com a saída do Treinador de Grau I, Edmar Delgado, o foco imediato passa por encontrar um substituto, já que esta instituição náutica tem vindo a trabalhar num quadro de expansão da Escola de Vela, o que obrigatoriamente exige mais um elemento nessas funções.

Paralelamente, o CNH debate-se, também, com a falta de material. “Tratando-se de uma Secção que tem uma grande actividade necessita de muito material, o qual é alvo de um intenso desgaste devido à sua utilização de forma permanente”, explicou José Decq Mota, lembrando “o imprescindível trabalho de Diogo Picanço Nunes, funcionário responsável pelas reparações, que acontecem a tempo inteiro”.

“Os apoios para apetrechamento dos clubes foram drasticamente reduzidos”

Mas o problema da falta de material e do estado obsoleto em que algum se encontra, reside numa questão de fundo, que há anos vem sendo preterida por quem tem obrigações em apoiar os clubes na sua dotação de equipamento à medida das necessidades e no crescente aumento do número de praticantes.

O Presidente da Direcção da única instituição náutica do Faial, lembra que “desde 2009 que os programas e formas habituais de reposição de material se encontram fechados e que só muito recentemente é que começaram a abrir, mas de forma muito residual e pontual”. E prossegue: “As frotas que eram usadas nos Jogos das Ilhas, realizados de 4 em 4 anos, eram preciosas na medida em que após este evento os clubes adquiriam esses barcos a um custo muito simbólico, o que permitia o apetrechamento de forma contínua e a baixo custo. Mas com a mudança de políticas, a situação inverteu-se e nos últimos anos a Direcção Regional do Desporto (DRD) em vez de ajudar os clubes, pede-lhes barcos emprestados para usar nos Jogos das Ilhas”.

vela ligeira reuniao pais 3 2018

Os pais tomaram conhecimento das condições existentes nesta nova temporada, que já arrancou 

“É importante que os velejadores não faltem”

Sempre abordando a temática dos apoios ou da falta destes, o Presidente da Direcção do CNH sustenta que nos Açores há contratos-programa “aos quais o Clube Naval da Horta concorre sempre, e que representam uma parte fundamental no sentido de poder ter uma Secção destas a funcionar”.

“Quando assinámos o contrato com a Direcção Regional do Desporto para a realização das 5 Provas Locais, significa que temos de cumpri-las, pois se o número de participantes em cada regata for inferior a 50% dos inscritos nos núcleos, a DRD corta no apoio que é concedido ao CNH”, alertou José Decq Mota, chamando a atenção dos pais para “a necessidade de os filhos não faltarem às Provas calendarizadas”. E rematou, a propósito: “A participação dos vossos filhos nas Provas Locais tem, entre outros aspectos, a garantia de assegurar que os valores dos contratos-programa sejam atribuídos ao CNH, verbas que são de vital importância para a manutenção desta modalidade. Estas regras foram impostas para evitar o desrespeito e os exageros que eram cometidos por certos clubes nalgumas ilhas, em que pura e simplesmente recebiam o dinheiro não havendo provas, o que nunca aconteceu no CNH”.

Para além disso, há 3 anos que foi instituído por parte do Clube Naval da Horta o pagamento de uma pequena taxa por parte de cada velejador “no sentido de ajudar a fazer face às despesas inerentes ao pessoal e material”.

“Desejo uma boa época e que os vossos filhos se realizem na Secção de Vela Ligeira do CNH”, concluiu José Decq Mota.

Aumentar o número de treinos

Por seu turno, o Treinador Duarte Araújo deu as boas-vindas a todos, entregando a cada um dos presentes o calendário de provas para a nova temporada, ao mesmo tempo que apresentou a nova Monitora da Escola de Vela do CNH, Mariana Luís.

Este Técnico acertou com os pais os melhores horários dos filhos para treinar de semana e ao fim-de-semana, sublinhando que “o objectivo é aumentar o número de treinos”.

Ensinar e aprender

Convidada a apresentar-se, Mariana Luís referiu que é velejadora do Clube Naval da Horta desde os 5 anos, tendo ganho diferentes títulos ao longo de várias épocas. Sendo Monitora desde há 4 anos, sempre no período do Verão, esta jovem começou por ser Assistente de Duarte Araújo mas depois passou a ter os seus próprios alunos. Além de ser detentora de Carta de Marinheiro, tem revelado grande apetência para lidar com os mais novos.

A propósito desta temporada, Mariana diz que pretende transmitir o que foi aprendendo ao longo do seu percurso enquanto velejadora, mas, também, aprender com os seus novos alunos.

Este será um período especial e diferente na vida de Mariana Luís, que no próximo ano lectivo pensa ingressar na universidade, numa área ligada ao mar.

vela ligeira reuniao pais 4 2018

Para já, os treinos serão dados pelo Treinador Duarte Araújo e pela Monitora Mariana Luís

 

Época de 2018/2019 

Horários de Treinos 

LASER:

Domingo: 09h30/13h00

Quinta e  Sábado: 14h00/18h00 

420:

Domingo: 09h30/13h00

Quinta e Sábado: 14h00/18h00 

OPTIMIST COMPETIÇÃO:

Sábado: 09h30/13h00

Quarta e Domingo: 14h00/18h00 

OPTIMIST PRÉ-COMPETIÇÃO:

Sexta, Sábado e Domingo: 14h00/18h00

OPTIMIST INICIAÇÃO:

Sábado: 09h30/13h00 

CAMPEONATOS 

Provas Locais:

  • Regata da Associação de Pais e Amigos dos Deficientes da Ilha do Faial (APADIF): 10 de Novembro de 2018
  • Regata de Natal: 8 de Dezembro de 2018
  • Regata dos Reis: 19 de Janeiro de 2019
  • Regata de Carnaval: 23 de Fevereiro de 2019
  • Regata da Primavera: 30 de Março de 2019
  • Troféu Dia da Marinha: 18 de Maio de 2019
  • Regata do Canal: 15 de Junho de 2019
  • XIV Encontro Internacional de Vela Ligeira (EIVL): 5 a 7 de Agosto de 2019
  • Torneio de Aniversário do CNH: 21 de Setembro de 2019 

ARVA Calendário: 

  • 1ª Prova do Campeonato Regional (PCR): 5 a 7 de Outubro - Praia da Vitória
  • 2ª PCR: 15 e 16 de Dezembro - Horta
  • 3ª PCR: 16 e 17 de Março - Ponta Delgada
  • Campeonato Regional de Escolas de Vela Infantis: 29 e 30 de Junho - Horta 

LASER 

  • 1ª Prova de Apuramento Nacional (PAN): 1 e 2 de Dezembro - Cascais
  • 2ª PAN: 2, 3 ou 8 e 9 de Fevereiro - Porto
  • 3ª PAN: 2 a 4 de Março ­ Vilamoura
  • Campeonato de Portugal: 15 a 18 de Abril - BBDouro Porto
  • Campeonato Europeu LASER - BBDouro Porto 

OPTIMIST 

  • Torneio Internacional de Carnaval: 2 a 4 de Março - Vilamoura
  • 1ª PAN: 8 a 12 de Abril
  • 2ª PAN: 1 a 15 de Maio
  • Campeonato Portugal de Juvenis e Infantis: 24 a 28 de Junho

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.