Atlantis Cup 2016 ruma à ilha de S. Jorge

 atlantis cup 2016 5

A maior etapa alguma vez realizada na Atlantis Cup largou de Lajes das Flores em direção a Velas de S. Jorge. Uma largada limpa, com vento a soprar de Sudoeste, com velocidade de 14 nós.

A 2ª etapa da edição de 2016 da Regata da Autonomia cobre uma distância de 145 milhas náuticas, ligando o Grupo Ocidental dos Açores ao Grupo Central. Os 12 veleiros que compõem a frota da Atlantis Cup deixaram as Flores ao som dos apitos da Corveta Jacinto Cândido.

Nas primeiras milhas, o N.R.P. Jacinto Cândido acompanhará os veleiros da Atlantis Cup. Durante o resto da perna o navio da Marinha Portuguesa monitorizará a frota e estará pronto para qualquer eventualidade.

Com vento favorável a quem gosta de andar depressa, a 2ª perna da Atlantis Cup 2016 coloca à prova as qualidades das tripulações. Uma perna longa, oceânica, muito desejada pelos velejadores mais competitivos.

Organizada pelo Clube Naval da Horta, desde 1987, a regata Atlantis Cup 2016 está dividida em duas classes: ORC - Offshore Racing Congress e Open (classe não sujeita aos ratings).

Para levar a cabo este evento a organização conta com diversos apoios:
Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, Governo dos Açores, Câmara Municipal da Horta, Câmara Municipal de Lajes das Flores, Câmara Municipal de Santa Cruz das Flores, Câmara Municipal do Corvo, Câmara Municipal de Velas, Portos dos Açores SA e Comando da Zona Marítima dos Açores.

A Atlantis Cup 2016 tem ainda o apoio da Sail Azores, Atlanticoline, Horta Marina, Click – Saúde & Bem Estar, NOS Açores, Sata, Vela Açores, Clubes Navais de Horta, Velas e Lajes das Flores.

Texto: Francisco Piedade

Fotos: Mar de Histórias / José Macedo