Regata da Autonomia chegou à ilha de S. Jorge

atlantis cup 2016 6
 
O veleiro Quero-Quero, oriundo do Funchal, ilha da Madeira, foi o primeiro a cortar a linha de chegada, instalada à entrada do porto de Velas de S. Jorge. A tripulação madeirense completou a segunda perna da Atlantis Cup em 17 horas e 37 minutos.
 
O veleiro Soraya, do Faial, Açores, foi a segunda embarcação a chegar à ilha de S. Jorge, liderando a classe Open, na qual participa a maioria da frota, da Regata da Autonomia.

Na 2ª etapa da regata, os 12 veleiros da Atlantis Cup 2016, percorreram 145 milhas náuticas, entre Lajes das Flores e Velas de S. Jorge, ligando assim os grupos Ocidental e Central do arquipélago açoriano. Foi uma perna rápida, com vento favorável.

Na classe ORC, o Quero-Quero de Rui São Marcos foi o mais rápido, seguido pelo Air Mail de Luis Mota. Os terceiro e quarto veleiros ORC a chegarem a S. Jorge foram o Pagode, de Luís Melo e o Celtic Dream, de João Reis. Na classe Open o mais rápido foi o Soraya, de Frederico Rodrigues, seguindo-se o Le Aum de José António Teixeira.

A 3ª etapa da Atlantis Cup liga Velas de S. Jorge ao Faial, terminando na cidade da Horta. Os próximos dias serão de paragem, tendo os tripulantes oportunidade de conhecer a ilha de S. Jorge.

Organizada pelo Clube Naval da Horta, desde 1987, a regata Atlantis Cup 2016 está dividida em duas classes: ORC - Offshore Racing Congress e Open (classe não sujeita aos ratings).

Para levar a cabo este evento a organização conta com diversos apoios:
Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, Governo dos Açores, Câmara Municipal da Horta, Câmara Municipal de Lajes das Flores, Câmara Municipal de Santa Cruz das Flores, Câmara Municipal do Corvo, Câmara Municipal de Velas, Portos dos Açores SA e Comando da Zona Marítima dos Açores.

A Atlantis Cup 2016 tem ainda o apoio da Sail Azores, Atlanticoline, Horta Marina, Click – Saúde & Bem Estar, NOS Açores, Sata, Vela Açores, Clubes Navais de Horta, Velas e Lajes das Flores.

Texto: Francisco Piedade
Fotos: Mar de Histórias / José Macedo