Entrevista a Daniela Miranda, Campeã Nacional de Juvenis em 2014

daniela miranda 2015
A velejadora Daniela Miranda, com o seu treinador, Hugo Malheiro
Foto: Ana Borba

Aos 14 anos de idade, Daniela Miranda participa pela última vez no Campeonato de Portugal de Juvenis, onde vai tentar defender o título.
Conseguimos uns breves minutos com a velejadora momentos antes de começar a primeira regata do campeonato.

Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta: Como começou o teu percurso na Vela?
Daniela Miranda: Começou aos 3 anos, quando fui ver uma regata. Foi uma paixão à primeira vista. Os meus pais já conheciam o meu treinador e decidiram colocar-me na Vela com 6 anos e meio na Associação Naval do Guadiana, onde estou até hoje.

Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta: O que gostas mais na Vela?
Daniela Miranda: Gosto da maneira como aprendemos a lidar com o mar. Temos que compreender muito bem o que estamos a fazer, para poder fazê-lo.

Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta: A Vela é importante para ti?
Daniela Miranda: Sim, bastante!

Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta: Como concilias a Vela com a escola?
Daniela Miranda: Em termos de testes, muitas vezes tive de abdicar de estudar quando tinha uma regata muito importante. Mas depois chegava a casa e acabava sempre por estudar. Acho que nunca abdiquei de nada, por causa de um desporto.
Mas estudo durante a semana para os testes que tenho numa segunda-feira, depois de uma regata e mesmo depois de chagar a casa, ainda estudo mais um bocado. Senão não tinha tempo para as duas coisas. Por exemplo, quando vejo que tenho um dia de treino e tenho um teste mais importante na segunda-feira, abdico do domingo para estudar. Mas raramente falto a treinos e regatas.

Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta: Praticas algum outro desporto?
Daniela Miranda: Não, sempre me dediquei apenas à Vela.

Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta: Que títulos já venceste na Vela?
Daniela Miranda: Fui campeã no Nacional de 2014. Já ganhei muitos campeonatos regionais, no Algarve. Também já ganhei um 2º lugar no Campeonato Nacional de Infantis, em Sesimbra.

Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta: O que esperas deste Campeonato?
Daniela Miranda: Eu vou dar o meu melhor, para conseguir o melhor possível e defender o título.

Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta: Já tiveste a oportunidade de testar o Campo de Regata. É muito diferente do que estás habituada?
Daniela Miranda: Não, no Algarve não é muito diferente. Habituei-me relativamente bem aqui ao mar, apesar de ter um bocado de correntes.

Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta: Já tinhas vindo ao Faial?
Daniela Miranda: Não. É a primeira vez que venho aos Açores. Gostei, achei engraçado e gostava de voltar cá.

Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta: Coisas boas de participar num Nacional?
Daniela Miranda: Conviver, diversão e, acima de tudo, as regatas.

Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta: Quanto ao treinador, o que pensa do Campo de Regatas, da Organização?
Nuno Malheiro: A Organização, até ao momento, tem estado excelente em todos os aspetos. Não tenho qualquer tipo de ponto negativo a apontar. Disseram-me no primeiro dia que o campo de regatas era complicado, por isso ontem andámos o dia inteiro a ver as diferenças das marés. Nós estamos no Rio Guadiana, estamos habituados a correntes, por isso essa parte não nos afeta muito. É só tentar perceber como é que elas circulam e, a partir daí, dar o nosso melhor. Sabemos que não é só uma corrente ou um bordo mal feito que poderá prejudicar um campeonato inteiro, as largadas são também importantes.