SM2019: Regatas de Botes - Casa de Pessoal da RTP não foram realizadas devido ao mau tempo

As adversas condições meteorológicas registadas este sábado, dia 10, não permitiram a realização das tão aguardadas, participadas e disputadas Regatas de Botes Baleeiros - Prova da Casa do Pessoal da RTP, integradas no Festival Náutico (da Semana do Mar) 2019, organizado pelo Clube Naval da Horta (CNH).

Inscritos estavam mais de 20 botes das ilhas Faial, Pico e São Jorge.

José Decq Mota, Presidente da Entidade Organizadora das referidas Regatas – Clube Naval da Horta – explica, com detalhe, o que levou ao cancelamento desta prova maior, com projecção e divulgação a nível internacional.

“Em relação às Regatas em Botes Baleeiros da Semana do Mar – que representam uma das iniciativas mais emblemáticas da Semana do Mar e que são, desde há bastantes anos, das maiores que se fazem nos Açores a par da Regata da Semana dos Baleeiros das Lajes do Pico e do Cais Agosto, de São Roque do Pico – foram profundamente prejudicadas com a acentuada perturbação meteorológica que, neste quadro de instabilidade que ainda não passou, se verificou na madrugada e manhã deste sábado, dia 10. Os16 botes, que estavam para vir a reboque das lanchas dos portos do Pico para o Faial, não puderam fazer a viagem em tempo útil. Não estamos a falar de viagens instantâneas mas, sim, de viagens que, no caso das Ribeiras que ia à Piedade e à Calheta do Nesquim buscar 3 botes, são na ordem das 5 horas. Os botes vinham a reboque, amarrados a uma lancha, com condições de tempo extremamente adversas. Por iniciativa – justa – das companhas do Pico, o Clube Naval de Santa Cruz das Ribeiras, informou, muito cedo, hoje de manhã [sábado, dia 10], que não tinha condições para vir. De seguida, o Clube Naval de São Roque também informou que não tinha condições para vir até ao Faial. Mesmo tratando-se de uma viagem mais curta neste caso, são 15 milhas, o que se tornava bastante complicado com o tempo que se fazia sentir.

Depois, as Lajes do Pico, perante esta situação e a instabilidade e as rajadas de vento que se faziam sentir, também decidiu que não vinha.

jose decq mota 1 2018

José Decq Mota: “Se conseguíssemos fazer só com os botes do Faial, para além de estarmos a desvalorizar a Regata de Botes Baleeiros, estávamos a criar uma outra e mais negativa imagem desta Regata da Semana do Mar, o que não seria justo, porque foi um trabalho de muitos anos no sentido de a apresentar e de ela ganhar a dimensão que é adequada a este Festival Náutico” 

Às 10h15, a Comissão de Regata e a Entidade Organizadora desta Regata, que é o CNH, depois de ouvir várias opiniões, e não eram todas iguais, tomou a decisão de cancelar as Regatas, porque, embora tivesse desaparecido a chuva e o nevoeiro, a instabilidade do vento, a sua direcção e intensidade continuaram até bastante mais tarde. Penso que se persistíssemos na ideia de realizar a Regata apenas com os 8 botes do Faial – se fosse possível fazer – estaríamos, primeiro: a não ter em conta as dificuldades objectivas que aqueles que se inscreveram e que são de fora do Faial, tinham em vir. Estávamos a desvalorizar completamente esse aspecto.

Em segundo lugar, havia esta questão a considerar: como se sabe, as Regatas de Botes Baleeiros da Semana do Mar são patrocinadas pela Casa do Pessoal da RTP, através de um contrato que leva à sua gravação e transmissão posterior na RTP/Internacional. Os nossos conterrâneos por esse Mundo fora, sobretudo os açorianos residentes na diáspora, estão habituados e a imagem que está associada à Semana do Mar é uma Regata com uma vintena de botes ou mais. Perante isto, se conseguíssemos fazer só com os botes do Faial, para além de estarmos a desvalorizar, estávamos a criar uma outra e mais negativa imagem desta Regata da Semana do Mar, o que não seria justo, porque foi um trabalho de muitos anos no sentido de a apresentar e de ela ganhar a dimensão que é adequada a este Festival Náutico.

O Clube Naval da Horta, enquanto Entidade Organizadora, não pressionou nada os Clubes do Pico, que tinham as tripulações nos portos e os barcos prontos a ir para o mar, no sentido de virem. E não pressionou nada, porque isto está associado sempre a questões de segurança. Estas viagens – já fiz algumas – são extremamente complicadas. E, portanto, com essas condições não seria possível. Infelizmente, o Festival Náutico da Semana do Mar 2019 não contou com as Regatas em Botes Baleeiros.

Devo acrescentar nesse sentido, que, também há já muitos anos que não havia um Festival Náutico com tanta instabilidade meteorológica. Mas mesmo assim, há provas que fizemos com muito sucesso. Recordo que abrimos muito bem este Festival Náutico 2019 com a Travessiaa nado do Canal Faial/Pico; fizemos as Regatas da Vela de Cruzeiro (apenas uma foi alterada para outro dia); no que diz respeiro à Vela Ligeira, o Campeonato foi realizado mas com muita instabilidade, pelo que foi validado apenas com uma regata concluída. E relativamente às outras actividades mais pequenas e mais dentro da doca, fomos cumprindo sempre bem o Programa e com muita participação. Contra o tempo não podemos lutar e também não podemos descurar a perspectiva da imagem que tanto as Regatas de Botes Baleeiros como o Festival Náutico da Semana do Mar já alcançaram. Bem sei que nem todas as opiniões foram coincidentes mas quem tinha de decidir era a Comissão de Regata e a Entidade Organizadora. Os elementos da Entidade Organizadora que puderam ser contactados entre as 8 e as 10 horas da manhã deste sábado – e foram vários – foram consensuais. Os membros da Comissão de Regata estiveram todos reunidos no Clube e também consideraram que não havia condições.

Quero referir, que a lancha da baleia “Senhora de Fátima”, do Clube Naval das Velas de São Jorge, veio até ao Faial na manhã deste sábado, trazendo um bote que não vinha participar na Regata de Vela, só trazia Remos. E isso aconteceu, porque este tempo deu a imagem enganadora de que estava bom. Como estava muito bom tempo, mar manso, no Canal de São Jorge, não terá havido um qualquer marítimo que percebesse como estava de meio Canal para cá. Como tal, fizeram uma viagem difícil até ao Faial e agora a lancha e o bote ficam cá durante 2 semanas, até à Regata de Botes Baleeiros das Lajes do Pico (Semana dos Baleeiros).

Mas tenho de sublinhar que, mesmo assim, tal não mudava o panorama, atendendo a que na Regata de Vela continuavam a ser apenas os 8 Botes do Faial, já que o de São Jorge vinha para participar somente no Remo”.  

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.