SM2019: Entrega de Prémios do Pólo Aquático, Vela Ligeira (Regata dos Velhotes), Natação (Travessias Longa e Curta da Doca) e Motonáutica

Na fotografia: Tomás Oliveira recebeu das mãos do Presidente da Direcção do CNH o Prémio relativo ao 1º lugar na Travessia Longa da Doca, no Escalão dos 17 aos 20 anos

O Festival Náutico (da Semana do Mar) 2019, organizado pelo Clube Naval da Horta (CNH) está a entrar na recta final. A noite deste sábado, dia 10, foi marcada pela Entrega de Prémios, no decorrer do jantar que teve como espaço habitual a Tenda Muiltiusos do CNH).

José Decq Mota, Presidente da Direcção do CNH, rodeado por colegas da Direcção e por convidados que colaboraram na Entrega dos Prémios, começou por agradecer a presença das autoridades, designadamente Lúcio Rodrigues, Director Regional da Juventude em representação do Presidente do Governo Regional dos Açores; Alexandre Morais, Inspector Regional das Pescas em representação do Secretário Regional dos Assuntos do Mar; Ester Pereira, Vereadora Camarária, em representação do Presidente da Câmara Municipal da Horta; Marco Madruga, representante da Portos dos Açores, S.A.; Comandante Rafael da Silva, Capitão do Porto da Horta, representando a Autoridade Marítima; Luís Rodrigues, representante da Assembleia Municipal da Horta; Osvaldo, Rodrigues, Presidente da Casa do Pessoal da RTP, e outros convidados, referindo “de forma especial” Rui Silveira, Velejador de Alta Competição do CNH, que se encontra a trabalhar nos Jogos Olímpicos de 2020, no Japão; e João Tavares, construtor de botes e que “tem tudo a ver com a frota baleeira dos botes que temos aqui”. “Cumprimento todos os presentes e em nome da Direcção do CNH quero agradecer, também, a presença dos Atletas e do representante da Associação de ‘Jet Ski’ e Motonáutica dos Açores, Sebastião Pessanha, bem como do Campeão do Mundo de ‘Jet Ski’, Gonçalo Rodrigues, que nos brindou com a sua prestação nesta Prova Regional, realizada hoje no Faial”.

sm2019 entr premios polo velhotes natacao moto 1

José Decq Mota: “Todos têm pesar mas penso que reconhecerão que uma das pessoas que mais pena tem de ser assim sou eu, pessoalmente, pelo esforço e trabalho feito e dedicado ao Património Baleeiro ao longo dos anos”

Foram entregues os Prémios relativos às Provas realizadas nas modalidades de Pólo Aquático, Natação (Travessias Longa e Curta da Doca), Vela Ligeira (Classe Optimist) - Regata dos Velhotes e Motonáutica. “Infelizmente não vamos entregar Prémios aos Botes Baleeiros, porque não houve Regatas”, lamentou José Decq Mota, que explicou: “A Entidade Organizadora da Regata da Semana do Mar de Botes Baleeiros (que tem o apoio da Casa do Pessoal da RTP) e a Comissão de Regata, deliberaram, pelas 10h15 da manhã deste sábado, dia 10, que não havia condições seguras, suficientes, para se poder fazer uma Regata compatível com aquilo que é a tradição do Festival Náutico do Faial. Os portos dos Pico começaram a demonstrar as dificuldades que tinham em fazer as longas viagens de posicionamento para a Regata a realizar. A instabilidade meteorológica que nos atingiu desde a madrugada até ao fim da manhã mas que se prolongou com pausas e avanços durante o resto do dia, determinou esta delibração, que foi tomada com muito pesar e muita pena”. “Todos têm pesar mas penso que reconhecerão que uma das pessoas que mais pena tem de ser assim sou eu, pessoalmente, pelo esforço e trabalho feito e dedicado ao Património Baleeiro ao longo dos anos. Tenho muita pena mas é preferível não se ter realizado do que ter feito uma coisa reduzida em relação ao que é habitual e, portanto, neste sentido, tínhamos de tomar esta decisão”, frisou.

sm2019 entr premios polo velhotes natacao moto 12

Equipa os Lusares, que conquistou o 3º lugar no Torneio de Pólo Aquático

Ainda no que concerne aos Botes Baleeiros, este Dirigente agradeceu a vinda da comitiva jorgense. “Veio a lancha “Maria de Fátima” e 1 bote das Velas. O bote vinha aparelhado para Remo e fez uma viagem que, a partir de meio canal para a Horta, se revelou de alguma dificuldade. Obrigada por terem vindo!”

Falando concretamente sobre o Programa deste sábado, o mais alto Responsável pelos destinos do CNH congratulou-se com a Prova do Campeonato Regional de ‘Jet Ski’ e Motonáutica, realizada em frente à Avenida Marginal. “Temos orgulho de ter contribuído para a Organização desta Prova, que, de acordo com o que me dizem o Representante desta Associação e o Director da Prova, correu tudo normalmente. Agradeço a vossa presença e a confiança que depositaram em nós para podermos organizar esta Prova”.

sm2019 entr premios polo velhotes natacao moto 13

A Cabana do Pai Tomás foi a equipa vencedora do Torneio de Pólo Aquático do Festival Náutico (da Semana do Mar) 2019

Quanto à Natação em Águas Abertas: Travessia Longa da Doca e Travessia Curta da Doca, “foram provas muito bem disputadas e muito bem organizadas”, enfantizou José Decq Mota, que prosseguiu: “E correram bem, demonstrando que este movimento das Águas Abertas - Natação no mar, está a crescer de forma sólida e estruturada no Faial. Deixou de ser uma actividade procurada preferencialmente por Séniores, Masters e Super-Masters e passou a ser uma actividade cada vez mais procurada pelos nadadores com treino de piscina, com resultados qualitativos, extremamente interessantes de apreciar”.

Em relação à Regata dos Velhotes - Vela Ligeira em Optimist, este Dirigente disse ser “uma esquisitice bonita”. E continuou: “Trata-se de pôr gente que já deixou, há muitos anos, de fazer regatas nos Optimist e outros nem isso, porque no tempo deles eram outros barcos e que agora fazem uma Regata de saudade, usando Optimist mas felizmente desde há algum tempo que dispomos de uns Optimist em aluminio, que são espcíficos para suportar este esforço. Foi uma regata bem disputada”.  

“Agradeço, uma vez mais, a participação de todos. O tempo não nos ajudou mas a nossa vontade tem feito com que se realize o que é possível”, rematou o Presidente da Entidade Organizadora do Festival Náutico.

No Torneio de Pólo Aquático, decorrido quinta e sexta, dias 08 e 09, participaram 4 equipas: Cabana do Pai Tomás, Borussia Monta’nelas, Lusares e Os Encalhados.

sm2019 entr premios polo velhotes natacao moto 2

Maria Inês Fontes foi a nadadora mais rápida, na Travessia Longa da Doca, no Escalão dos 11 aos 12 anos

Prova de Apneia contou com 16 adultos e 8 crianças

Simone Martins, da Secção de Apneia do CNH, e Responsável pela Prova de Apneia Dinâmica com Barbatanas, referiu que participaram 16 adultos (8 mulheres e 8 homens) e 6 crianças. “Correu bem. No início estava desagradável com chuva e muito vento mas depois o tempo melhorou e apareceram muitos mais atletas do que estávamos a pensar. Muitos deles foram dos que treinaram durante o ano na piscina mas a verdade é que também participam sempre algumas pessoas que estão de férias ou de passagem. Como esta é já uma Prova conhecida, as pessoas têm inscrevem-se e gostam de participar”.

Marco Garcia: “O pessoal gostou e divertiu-se”

Marco Garcia, Coordenador da Secção de Motonáutica do CNH e Director da Prova do Campeonato Regional de Motonáutica, manifestou a sua satisfação pelo facto de “a Prova Regional ter corrido “dentro da normalidade esperada, não se tendo registado  acidentes, lesões ou avarias”.

Participaram 7 pilotos por Classe (Classe Ski GP 3 - Juniores; Classe Ski GP 3 - Seniores e Classe Runabout, tendo este Responsável confessado que esperava mais alguns atletas na Classe Runabout, ausências que se explicam pelo facto de ter havido cortes nos apoios.

sm2019 entr premios polo velhotes natacao moto 21

Marco Garcia, do CNH, foi o vencedor na Classe Runabout - Prova do Campeonato Regional de Motonáutica, disputada este sábado, dia 10

“O pessoal gostou e divertiu-se. O mar não estava nas melhores condições – mas a Prova decorreu dentro do aceitável – o que constitui um desafio maior.

Houve algum público a assistir, o que não teria acontecido se a Prova se tivesse desenrolado da parte da manhã, como estava programado. Ficámos a aguardar melhorias para a tarde, o que aconteceu e foi muito positivo.

Além do Gonçalo Rodrigues, Campeão do Mundo, da Classe GP3, também tivemos a presença de Sebastião Pessanha, de São Miguel, que integra a Direcção da  Associação de ‘Jet Ski’ e Motonáutcia dos Açores, a qual é presidida por Rui Farto, da Terceira.

Enquanto expoente máximo da modalidade nos Açores e em Portugal na Classe GP3, naturalmente que a presença de Gonçalo Rodrigues faz com que os outros tenham de correr atrás, aprendendo com ele. Um exemplo disso é o facto de Pedro Mendonça, de São Miguel, que alcançou o 2º lugar na Classe GP3 nesta Prova realizada no Faial, ter investido numa nova máquina, já com o intuito de rivalizar mais um pouco com o Gonçalo. Vêm ambos da Escola de ‘Jet Ski’, do Clube Naval de Ponta Delgada, que julgo ser a mais antiga de Portugal. Mas enquanto o Gonçalo se dedica praticamente a 100 por cento à modalidade, o Pedro faz disto um ‘hobby’, sendo verdade que tem muito talento”.

sm2019 entr premios polo velhotes natacao moto 20

Pedro Mendonça, do CNH, ficou em 2º lugar na Classe Runabout

Gonçalo Rdrigues: “Gosto imenso de correr no Faial, pois todo o ambiente é fantástico”

O Gabinete de Imprensa do CNH conversou com Gonçalo Rodrigues – aos 19 anos já é dono de um palmarés invejável no mundo do ‘Jet Ski’ – que simpaticamente acedeu a partilhar um pouco do seu percurso, deixando a sua perspectiva sobre a modalidade na ilha do Faial.

“Já em 2018 estive no Faial nesta Prova do Campeonato Regional. Este é, portanto, o 2º ano consecutivo que cá venho.

A lindíssima ilha do Faial proporciona um enorme espetáculo dentro da água para todos os atletas habitantes e turistas, o que é sempre muito bom para a visibilidade da modalidade. Gosto imenso de correr cá, pois todo o ambiente é fantástico. O CNH acolhe todos os pilotos de forma magnífica e aproveito para deixar um agradecimento à Organização pela forma como nos recebeu.

Percebo e sinto que a minha presença é um incentivo para a modalidade. Ainda hoje [sábado] estava a falar com um colega que corre na minha Classe [Classe Ski GP3 – Seniores] e ele disse que sentia uma alegria enorme por correr comigo, porque acha que o andamento é diferente, confessaando que fica fanático com algumas manobras que faço dentro da água, as curvas, e claro que é bom para eles, porque vendo também se aprende muito.

Antes e depois das corridas colocam-me muitas questões sobre como é que eu treino e que tipo de treino faço.  

sm2019 entr premios polo velhotes natacao moto 18

Gonçalo Rodrigues foi o vencedor na Classe Ski GP3 – Seniores

Actualmente estou no regime de Atleta de Alto Rendimento, o que significa que tenho de treinar muito e apresentar resultados. Treino praticamente todos os dias na água – quartas, sábados e domingos – e nos restantes dias faço bicicleta e ginásio. É um plano de treinos um pouco rigoroso, com alimentação controlada mas que nos últimos tempos tem dados grandes resultados, pois alcancei, em Junho último, o título de Campeão do Munho na Sardenha (Itália), o que representa o título mais alto da minha carreira.

Tenho o sonho de subir de escalão

Comecei a competir em 2011. São 8 anos de modalidade e é para continuar. Vou este ano para a universidade possivelmente para Pilotagem. Desde pequeno que tenho uma paixão por este desporto. Gosto imenso desta modalidade e de ver os atletas crescerem. É incrível o nível a que está a chegar este desporto e isso percebe-se pelas transmissões na “Euro Sport”, que vão para todo o Mundo. É uma modalidade que está a ganhar grande projecção e grandes patrocinadores através das orgaizações mundiais.

Não é fácil conciliar o desporto com as aulas mas entendo que devemos ter tempo para tudo, incluindo para descansar a nossa cabeça. Na minha vida, o desporto tem essa função e sinto-me aliviado, porque o ‘Jet Ski’ representa uma forma de eu descarregar as energias negativas.

Actualmente tenho o sonho de subir de escalão: estou no GP3 e quero subir para GP2, podendo ir até ao GP1. Tenciono subir e alcançar no GP2 o que conquistei no GP3: título de Campeão da Europa, do Mundo e o título nacional. Em GP3 tenho 3 títulos Europeus, 1 título Mundial, 1 de Vice-Campeão do Mundo, 2 títulos Ibéricos, 7 Campeonatos Nacionais e 4 ou 5 Regionais.

No Faial, temos óptimas condições para esta modalidade

Na minha perspectiva, a modalidade tem pernas para andar no Faial se todos trabalharem na mesma direcção. Tem é de haver muito trabalho, dedicação e esforço, por parte de todas as pessoas, organizações e entidades.Temos aqui óptimas condições. As camadas jovens são quem mais adere a este tipo de modalidade e por aí acho que temos tudo o que é preciso para continuar esta modalidade. Neste sentido, apenas acho que tem de haver um maior investimento por parte dos atletas na compra de um ‘Jet Ski’ e até mesmo por parte dos clubes no sentido de dar o primeiro passo. Percebo, por experiência própria, que alguns pais fiquem um pouco apreensivos, porque os miúdos hoje em dia mudam de modalidade com muita facilidade. Mas sem equipamento não é possível chegar lá.

Com 6 anos de idade, o meu pai comprou-me um ‘Jet Ski’

Tenho muita sorte nesse sentido, pois o meu pai foi o primeiro pai patrocinador. Aliás, o meu gosto nasceu pelo facto de o meu pai ter motas de água. Com 6 anos de idade, o meu pai comprou-me um ‘Jet Ski’ mas como eu tinha medo, andava só uma vez por ano. Só em 2011 é que comecei a competição. Também praticava futebol mas abandonei para me focar no ‘Jet Ski’. Como ‘hobby’ gosto de fazer bicileta e de correr, o que também funciona como treino e preparação física para o ‘Jet Ski’”.

As Classificações podem ser consultadas nesta ligação.

Mais momentos desta Entrega de Prémios podem ser vistos na Galeria de Fotos.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.